PUBLICIDADE
Séries e TV

Orange is the New Black, 3ª temporada, Crítica

14 de junho de 2015, POR

O Super Nerd » Séries e TV » Orange is the New Black, 3ª temporada, Crítica

PUBLICIDADE

Orange is the New Black foi uma das melhores séries da Netflix. Com uma excelente primeira temporada e uma mediana segunda temporada, acabou perdendo completamente os trilhos na recente temporada. Acompanhe agora a crítica!

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

A terceira temporada de Orange is the New Black não é lá aquelas coisas.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

A terceira temporada de Orange is the New Black não é lá aquelas coisas.

O hype da vibe Orange is the New Black é muito grande, a série trabalha com esteriótipos interessantes e que atraem o público. Para muitos espectadores a ansiedade estava a “mil por hora” para o lançamento da terceira temporada da série. Porém, a série não volta com a mesma presença que havia conquistado em sua primeira temporada.

Em meio aos acontecimentos da prisão de Litchfield, a história da terceira temporada agora se concentra em interesses profissionais com transformações na gestão da prisão, movimentos espirituais com Norma e suas maracutaias, e a relação entre mães e filhos. Todos esses grandes arcos tomam conta da vida das detentas e dos próprios guardas da prisão.

A primeira temporada caminhou para a descoberta de Piper sobre um novo mundo, a segunda explorou que a prisão não é como se você estivesse de férias, há muitos perigos. Entretanto a terceira temporada não mostrou a que veio, mais narra o cotidiano do dia a dia.

Alguns desfechos dos acontecimentos passados são apresentados, novas histórias são apresentadas, várias coisas terminam sem explicação e ficam mal resolvidas. Ao mesmo tempo em que tudo é mais e mais do mesmo. Tudo isso é aparente principalmente nos quatro últimos episódios, que podem frustar muitos espectadores, deixando bastante gancho para uma quarta temporada.

A série muda completamente o tom de carga emocional e dramática trabalhados nas primeiras temporadas. Algumas presas eram apresentadas intimamente em suas histórias, os relacionamentos e os confrontos internos que elas lidavam eram explorados, a prisão era exposta criticamente exatamente como um péssimo lugar que é: uma prisão. 

Porém, agora, apela para um ritmo mais cômico adotando uma perspectiva atrelada diretamente na comédia. Contando apenas com alguns eventos dramáticos e intensos. Apesar deste não ser o verdadeiro problema da terceira temporada de Orange is the New Black, quebra toda a história sobre mulheres necessitando serem fortes e enfrentando seus desafios.

Um dos grandes erros desta terceira temporada está justamente pela história deixar de se preocupar com as nuances que vinha criando e apelar para o que o grande público deseja ver. O relacionamento entre Piper e Alex é o perfeito exemplo disso.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Vários relacionamentos ficam apelativos demais para o público, tirando foco da história.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Vários relacionamentos ficam apelativos demais para o público, tirando foco da história.

Nos primeiros episódios Piper, a protagonista da série, fica completamente ofuscada. E suas aparições apenas são retratadas durante seu relacionamento “apetitoso” com Alex. Uma Alex agora sempre desconfiada e de volta a estaca zero. Mas, onde está aquela Piper transformada prisão? Mal-humorada, egocêntrica, rebelde, maldosa?

A prisão pode tê-la transformado novamente para algo como “estou pouco me f*%@$”, entretanto, ela parece ter perdido todo o significado para a série. E nesta terceira temporada apenas aparece para saciar as vontades dos fãs, apresentando novamente o cansativo envolvimento com Alex envolvendo cenas que todos querem ver.

Até quando saciar a vontade dos fãs por interpretações visuais irá ofuscar a história? No fundo a terceira temporada se revela que não é mais sobre ninguém, e sim apenas sobre a prisão e as mudanças que estão acontecendo no ambiente da série.

Nenhum personagem tem aquele grande destaque, e muitos relacionamentos continuam apostando nas mesmas coisas de sempre e sempre. A própria exploração das histórias de algumas presas não causa aquele mesmo impacto que havia antes, algumas não conseguem ser envolventes.

É claro que não poderiam faltar novos integrantes na série. Alguns personagens vão embora e outros entram. As novas personagens que integram o elenco do núcleo das detentas como, por exemplo, Lolly – interpretada por Lori Petty, que já havia aparecido na segunda temporada – nem parecem ser interessantes ou envolventes. Já os guardas ganham mais destaque.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Novos personagens não conseguem destaque.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Novos personagens não conseguem destaque.

Mas, nem tudo vai de mal a pior. Apesar de começar sem grandes momentos ou qualquer tipo de empolgação, as coisas começam a “pegar no tranco” logo após o sexto episódio, entretanto até ai meia temporada já se passou, e o espectador mais exigente sente o vazio por algo transformador, inspirador, ou até mesmo um furacão de desdobramentos como havia sendo feito nas últimas temporadas.

Para os mais loucos fãs da série, a terceira temporada de Orange is the New Black, agrada por apresentar as superficialidades que o grande público quer. Mas para os mais atentos, Orange is the New Black falha em não apresentar um história tão envolvente novamente, provando que já se estendeu por tempo de mais com as mesmas coisas acontecendo.

E, você? O que achou da nova temporada de Orange is the New Black?

Orange is the New Black, 3ª temporada, Crítica
2.8
Sending
User Review
4 (4 votes)

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

ARTIGO ANTERIOR

artigos relacionados

Send this to a friend