PUBLICIDADE
Séries e TV

Better Call Saul, ganha própria personalidade

13 de abril de 2015, POR

O Super Nerd » Séries e TV » Better Call Saul, ganha própria personalidade

PUBLICIDADE

Better Call Saul é um spin-off derivado de Breaking Bad. Há quem insista em comparar as duas séries, mas a verdade é que Better Call Saul ganha sua própria personalidade e conquista a sua independência, sem necessariamente precisar de Breaking Bad. Veja nossa análise sobre a primeira temporada!

A série Better Call Saul foi anunciada ano passado, causou muito alvoroço e surpresa entre os fãs. Inspirada no mesmo universo de Breaking Bad, a história da série é voltada para Saul Goodman – Bob Odenkirk, que combina perfeitamente com o personagem e tem uma atuação sutil e impecável. Tudo se passa cerca de seis anos antes de Saul conhecer Walter White.

Cá entre nós, Saul sempre foi um personagem interessante, foi uma brilhante ideia planejar um spin-off com ele. Apesar de, na época, muitos pensarem que a série apenas seria produzida para “cobrir o buraco” deixado por Breaking Bad e tirar o “gostinho de quero mais” dos fãs, os criadores e roteiristas Vince Gilligan e Peter Gould souberam fazer e fizeram bem.

Logo no primeiro episódio já é notável que a história é independente e fala por si só. Quer dizer, para assistir Better Call Saul nem é preciso ter visto Breaking Bad que, nesse caso, se torna apenas um complemento a mais aumentando a sua experiência em Better Call Saul.

A primeira temporada de Better Call Saul caminhou muito bem, teve seus altos e baixos mas provou o seu valor, e mostrou que não foi simplesmente feita para atrair os fãs de Breaking Bad. E mesmo que você já saiba “o futuro” – caso já tenha visto Breaking Bad – você mantem, a cada episódio, uma vontade de descobrir o que levou Saul a ser quem era com Walter White.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Better Call Saul narra a história de um advogado fracassado em busca de respeito e sucesso. E você vai gostar de acompanhar os passos de Jimmy McGill.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Better Call Saul narra a história de um advogado fracassado em busca de respeito e sucesso. E você vai gostar de acompanhar os passos de Jimmy McGill.

Tudo começa em um flashforward resgatando a série original e expondo Saul Goodman relembrando seus anos de glória. É quando voltamos ao tempo e o vemos como Jimmy McGill, um “advogado porta de cadeia” inexperiente tentando ser reconhecido e respeitado. Logo conhecemos também Chuck McGill, irmão Jimmy, que sofria de alguns “leves” problemas mentais afirmando ser alérgico a ondas elétricas.

Aos poucos a série vai introduzindo sorrateiramente alguns personagens, e começa a explorá-los apenas nos episódios seguintes. A construção de personagens em Better Call Saul é bem trabalhada, acompanhamos um progresso e uma transformação na personalidade de cada um deles.

O grande destaque fica, é claro, por conta de Bob Odenkirk, ele já mostrava um grande potencial e mostrou ser um baita de ator. Ele consegue lidar com o sutil humor do personagem e representar de maneira excelente os momentos de tensão e desespero, você consegue sentir o que está acontecendo na vida de Jimmy graças a essa habilidade.

Mas não é só pelo protagonista que Better Call Saul se destaca, os coadjuvantes estão lá e garantem a sua presença na série e nos acontecimentos. Como é o caso de Mike Ehrmantraut – o badass motherfucker de Gus Fring, interpretado por Jonathan Banks. Mike inicia lentamente a sua presença na série, mas logo vai se destacando até que chega em seu estopim revelando os eventos que aos poucos o levaram a se tornar o hitman de Breaking Bad.

Ainda existem os personagens Chuck, Kim e Howard Hamlin, interpretados respectivamente por Michael McKean, Rhea Seehorn e Patrick Fabin. Todos sabem se destacar no momento que aparecem em tela. Rhea e Patrick tem o seu tempo, mas dos três, Michael sem dúvidas é o melhor. Não apenas por seu papel inusitado, mas por atuar de maneira brilhante.

Por outro lado, enquanto o ponto mais positivo de Better Call Saul é a maneira como constrói seus personagens, o ponto mais negativo está relacionado a essa construção. Não que chegue a ser absurdamente negativo, mas é o que torna, por vezes, algumas cenas exaustivas.

Em uma tentativa de mostrar visualmente a profundidade dos personagens são utilizados closes que ficam por vários instantes parados e focando nos personagens sem nenhum tipo de ação. Tais closes contribuem para estimular uma reflexão mas, por vezes, se tornam cansativos e se você é uma pessoa sem muita paciência vai querer acelerar.

Do mais, o enredo de Better Call Saul é bem trabalhado apesar de contar, em suma, com poucos grandes eventos, dá para ter aquela leve sensação que tudo está passando bem devagar. As coisas vão acontecendo e se conectando cada vez mais com o passar dos episódios, e quando existe a sensação de que algo foi perdido a série sempre trazendo elementos passados de volta.

Um fã de Breaking Bad vai se apaixonar por Better Call Saul que, inclusive, consegue ser ainda melhor em vários momentos. Mas não é uma série para todos, principalmente pelo seu ritmo e pelos eventos que ficam indo e voltando ao longo dos episódios.

Apesar de alguns pequenos detalhes negativos Better Call Saul se enquadra como uma ótima série. Você deve experimentar assistir pelo menos aos três primeiros episódios, independente se tenha ou não assistido Breaking Bad.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Você precisa, ao menos, assistir os três primeiros episódios para sentir o clima da série.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Você precisa, ao menos, assistir os três primeiros episódios para sentir o clima da série.

Saul “Jimmy McGill” Goodman vai acabar conquistando você e vai te manter preso a série. Existe muito potencial para continuar com a história de maneira excelente na segunda temporada, resta apenas atribuir mais eventos a série, afinal são seis anos antes e há muito o que ser explorado. Até que estou ansioso para a segunda temporada, e vocês?

4
Sending
User Review
0 (0 votes)

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

artigos relacionados

Send this to a friend