PUBLICIDADE
Livros e HQS

Cavaleiro das Trevas: Prepare-se para Batman vs Superman

23 de abril de 2015, POR

O Super Nerd » Livros e HQS » Cavaleiro das Trevas: Prepare-se para Batman vs Superman

PUBLICIDADE

O Cavaleiro das Trevas é uma história em quadrinhos escrita por Frank Miller e publicada pela DC Comics em 1968. Zack Snyder tem se inspirado nesta história para construir Batman vs Superman, saiba agora tudo que é necessário sobre O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller!

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

"O Cavaleiro das Trevas" possui um contexto intenso e se destacar por trabalhar em um tom mais adulto e maduro.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

“O Cavaleiro das Trevas” possui um contexto intenso e se destacar por trabalhar em um tom mais adulto e maduro.

Na época em que O Cavaleiro das Trevas – The Dark Knight Returns, na versão original – foi lançado, foi um tremendo sucesso. Até hoje é considerada uma das melhores histórias de Batman em seus tempos de ouro. Totalmente escrita e desenha por Frank Miller, a história “reformulou completamente” o Batman e a indústria dos quadrinhos.

Apesar de Miller não ter sido completamente original, ele conseguiu explorar um tom mais adulto a cerca do contexto em volta de Batman e Bruce Wayne. Tal feito era praticamente inédito na época, e fez muita coisa mudar no mundo dos quadrinhos provando que não era apenas “coisa de criança”.

O resumo de O Cavaleiro das Trevas

A história se passa em um futuro alternativo do Universo DC, assim não está no cânone principal da editora. Porém, devido a importância e popularidade que a HQ conquistou, vários elementos utilizados na história foram incorporados em outras revistas da editora – por tanto, indo para o cânone principal.

Um dos maiores exemplos desses elementos é que, em O Cavaleiro das Trevas, Batman é atormentado pela morte do segundo Robin, e anos mais tarde a DC incorporou a morte de Jason Todd em seu cânone – e este foi morto junto com sua mãe pelas mãos do Coringa.

Após a morte de Jason, o tormento é intenso e Batman decide se aposentar – segundo a história de Frank Miller – e O Cavaleiro das Trevas se passa 10 anos após esse acontecimento. Os heróis acabaram sendo extintos por uma lei governamental, e o único em total atividade é Superman que está ao lado do governo americano para atuar como um “trunfo” em guerras ou crises internacionais.

Porém, Gotham continua cada vez mais aumentando a sua criminalidade, e uma nova gangue de criminosos bárbaros, conhecida como “os Mutantes”, chega a cidade cometendo crimes hediondos sem dó ou misericórdia. Enquanto isso, no Arkham Asylum vilões da velha guarda – Harvey Dent e Coringa – passam seus dias por lá em “busca de recuperações”.

A Gotham transbordando em sangue sem misericórdia não conseguem deixar Bruce Wayne em paz, assim, e ao relembrar de seu passado – como sempre, chega ser uma muleta nas histórias de Batman – ele retorna das trevas com seu Homem-Morcego saindo da aposentadoria e enfrentando novamente os criminosos.

Miller é brilhante em apresentar Batman de uma forma mais madura, um homem completamente atormentado e traumatizado pelos eventos de sua vida, levando-o a ultrapassar os limites e inclusive assassinando criminosos se for necessário. Ao mesmo tempo em que ele sente o peso da sua idade em cada um de seus movimentos – é meu amigos, querendo ou não, Batman ainda é humano.

Quando Batman retorna, o mundo vai a loucura – só que no mau sentido. Para os cidadãos ele é visto como um fora-da-lei, muitos o acusam de violência contra os direitos humanos e a mídia cai em cima. Não o veem mais como um herói ou protetor da escuridão, parece que os tempos mudaram, Gordon já sabia disso mas Bruce ignora completamente o que dizem sobre ele. Afinal, ele é um “mal necessário”.

Ao mesmo tempo em que Batman ressurge, Dent é liberado do Arkham com sua aparência dotada de uma bela operação plástica e está, aparentemente, curado de sua psicopatia. Entretanto, Dent retorna para o mundo do crime ao ver o Batman em ação – algumas coisas nunca mudam. O que complica ainda mais as discussões sobre Batman ser o verdadeiro vilão. Afinal, e se ele não tivesse voltado? Dent ainda voltaria para o mundo do crime?

A discussão divide opiniões, o contexto é muito bem desenvolvido nesse sentido. Por um lado, Dr. Wolper – psiquiatra do Arkham – defende veementemente que Batman é como um câncer, e é ele mesmo que cria seus vilões – até faz sentido para alguns vilões. Por um lado Lana Lang – que comeu muitos bolinhos hehe – defende completamente Batman, suas atitudes e métodos.

Essa é uma das grandes sacadas da história, o contraste entre os fatos como vemos acontecer e o que a mídia transparece aos cidadãos. Miller merece todo o crédito por isso, ele chega a tocar sutilmente em detalhes que nos permitem refletir sobre os grandes lideres que já assolaram o planeta – como o próprio Hitler.

A história continua, Batman segue atrás dos “Mutantes” e nesse caminho uma adolescente de trezes anos, chamada Carrie Kelley, é salva por ele, e então começa a idolatrá-lo. Ela acaba criando seu próprio uniforme de Robin, esperando um dia tornar-se sua parceira.

O que Kelley não sabia era o quanto iria botar mais lenha à fogueira da mídia, e complicar um pouco mais as coisas – entretanto ela se torna vital para Batman mais a frente da história. Por fim, Wayne aceita Kelley e parte para a batalha final na primeira grande da história.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

O relacionamento entre Batman e a nova Robin, prova o quanto sempre presou por cada um de seus Robin. Mesmo sendo estranho ele aceitar ela, após o que aconteceu com o último.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

O relacionamento entre Batman e a nova Robin, prova o quanto sempre presou por cada um de seus Robin. Mesmo sendo estranho ele aceitar ela, após o que aconteceu com o último.

 

Batman derrota o líder dos “Mutantes” e é “escolhido” como o novo líder passando a “criar”, como consequências de seus atos, uma nova gangue: Os Filhos do Batman – que agora ao invés de cometer crimes vão atrás dos criminosos.

Diante esses acontecimentos, Coringa desperta no Arkham ao observar Batman sem limites, e volta ao seus estágio de loucura extrema. Mas, para isso, antes ele precisa convencer a todo mundo que está sã. E ao visitar um programa televisivo, para realizar uma entrevista sobre a sua volta a sociedade normal. Ele assassina brutalmente todos por lá e começa uma onda de caos.

A volta de Coringa volta toda atenção de Batman para sua perseguição. O encontro dos dois é uma das cenas mais fortes do quadrinhos, e se encerra com o suicídio de Coringa. Paralelo a isso, Superman está lidando com uma crise internacional na localidade fictícia de Corto Maltese. Ou seja, a unica “arma” do governo contra violência não está lá em Gotham, é Batman que está.

E Superman não consegue impedir a detonação de um míssil lançado, o que acaba gerando um grande impulso eletromagnético e causa um apagão em Gotham. O caos está prestes a se instalar na cidade e Batman cavalga em direção aos ex-Mutantes, agora Filhos do Batman. Convence-os a controlar a situação. Batman “assume” a cidade.

Tal fato leva os cidadãos a levantarem questionamentos sobre a idoneidade do governo em proteger cada um, e começam aos poucos a acreditarem em Batman e desacreditarem completamente na forma como o governo havia lidando com as situações. Tudo isso preocupa o governo, o povo não acredita mais na autoridade do governo.

Isso gera tensões. Afinal, o governo não pode perder o seu poder para um homem não é mesmo? Seria o Batman um fascista em meio “sua” gangue? É então que o verdadeiro problema começa. O presidente decide enviar Superman para uma missão: buscar o Batman vivo ou morto.

É aquele momento em que acontece uma luta épica entre os dois, com Batman utilizando uma baita armadura somada a sua inteligência para equilibrar o confronto com um inimigo superpoderoso com visão de calor, força extrema e invulnerabilidade.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

A luta entre os dois é realmente épica, e Superman até que apanha bastante.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

A luta entre os dois é realmente épica, e Superman até que apanha bastante.

Mas, cá entre nós, Superman realmente não queria ferir Batman apesar de ter que fazer isso. Talvez esse seja o único motivo que tenha levado ao Batman não fracassar completamente. Batman sabia disso, Superman também, é então que Bruce simula um ataque cardíaco, forjando sua própria morte.

Superman, é claro, descobre a farsa, mas não mais perseguirá o Homem-Morcego. Em troca, este agirá secretamente com seus seguidores, os Filhos do Batman, para trazer Gotham de volta aos seus tempos de glória.

Se você é fã do Batman e ainda não leu O Cavaleiro das Trevas é simplesmente possível de acreditar. Você deve agora mesmo correr para garantir sua edição! O Cavaleiro das Trevas, sem dúvidas, é épico, tem os seus méritos e trabalha muito bem com o contexto por trás do herói, vale a pena cada instante de leitura.

As animações

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

A animação respeita, e muito, a essência dos traços de Frank Miller.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

A animação respeita, e muito, a essência dos traços de Frank Miller.

O Cavaleiro das Trevas foi adaptado para animação em duas partes. E é simplesmente incrível. A DC, junto com a Warner, é mestra em elaborar grandes animações – queria isso nos filmes, alias – e consegue transmitir a essência apresentando todos os detalhes que devem ser mostrados sem perder nada.

Independente se você leu ou não a HQ, você precisa ver a animação – se gostar do Batman, é claro. Você irá simplesmente ver as páginas dos quadrinhos ganhando vida e vai querer ler, ou reler, O Cavaleiro das Trevas o quanto antes.

 

Influência sobre Batman vs Superman: A Origem da Justiça

Desde a Comic Con – em 2013 – que o filme foi anunciado, já era declarado que Batman vs Superman bebe bastante da fonte de O Cavaleiro das Trevas para construir o seu Batman. Teremos um Batman mais velho, mas bruto, mais “roots” e aposentado há tanto tempo que se tornou praticamente uma lenda.

Um Robin já está morto no filme, seria Jason? Seria Dick? Não é possível dizer, apesar de nos últimos dias ter circulado uma imagem que mostra o túmulo de Dick. De qualquer forma, Batman de Ben Affleck também terá esse peso em suas costas. O caos em Gotham trouxe Batman de volta as ativas na HQ. Mas o que trará Batman de volta a ativa em Batman vs Superman?

Eu aposto que é um caos instaurado por Superman. Mas o que levaria Superman a lutar com o Batman? Já vimos, que na HQ, Superman está do lado do governo e o “controle” de Batman sobre a cidade leva ao confronto entre os dois.

Será que Lex Luthor vai manipular Superman ou Batman? Acredito que não, pele menos não diretamente, Luthor será vital para trama, mas tem algum elemento chave que não foi revelado. Eu realmente não consigo imaginar o que Zack Snyder planeja, contanto que não seja o Luthor manipulando o Batman, até ai tudo bem.

Se fosse para arriscar, eu diria que Batman retorna devido ao caos instaurado na população com a presença do Superman, e devido ao Super estar do lado do governo, começam todos aqueles climas de discussões fundamentadas sobre “poder”.

Em meio a isso, alguém precisará intervir um “homem” que supostamente está no controle com o governo. Assim, Batman se faz necessário, assim que ele entra na história. Bruce e Luthor estarão em meio a esse contexto também, mas há outro vilão, alguém que vai fazer Batman se juntar ao Superman mesmo não confiando nele, certeza.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Se o filme é bom não sabemos, mas que o conceito de arte está incrível, não podemos negar! Batman está com uma armadura completamente fiel a HQ "O Cavaleiro das Trevas".

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Se o filme é bom não sabemos, mas que o conceito de arte está incrível, não podemos negar! Batman está com uma armadura completamente fiel a HQ “O Cavaleiro das Trevas”.

E ai, como acham que O Cavaleiro das Trevas pode ser adaptado em Batman vs Superman?

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

artigos relacionados

Send this to a friend