PUBLICIDADE
Opiniões

Fanboys: A guerra desnecessária entre Marvel e DC

29 de setembro de 2015, POR

O Super Nerd » Opiniões » Fanboys: A guerra desnecessária entre Marvel e DC

PUBLICIDADE

Os fanboys estão sempre travando uma batalha feroz defendendo seus ideias e, por conseguinte, seus personagens e editoras favoritas. Em um mundo repleto de fanboys extremistas, não se pode criticar uma sem ser considerado fanboy da outra, assim como não se pode elogiar uma sem, também, ser considerado fanboy da outra. Nessa guerra, expressar a opinião sempre é sinônimo de ser fanboySério mesmo?!

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Uma batalha desnecessária, e nada produtiva, promovida pelos fãs.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Uma batalha desnecessária, e nada produtiva, promovida pelos fãs.

A DC e a Marvel

Vamos a uma breve introdução. Tanto a DC Comics quanto a Marvel Comics são empresas bem distintas em suas ideias e conceitos. Enquanto a DC constrói um mundo repleto de seres super poderosos, comparados a divindades, a Marvel está mais perto do público apresentando um ambiente mais sub-urbano com heróis tão normais quanto eu e você. Isso significa que é mais fácil que você se identifique com o Homem-Aranha, ou com o Homem de Ferro, do que com o Superman, ou com o Batman – no quesito personalidade, para ficar claro.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Universo da DC Comics.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Universo da DC Comics.

A DC Comics nasceu em 1934, já com mais de 80 anos. No ano de 1969 fundiu-se ao grupo Time Warner – ou Warner Bros Entertainment, Inc. se preferir. E em 2009 a DC Comics tornou-se subsidiária da DC Entertainment Inc., juntamente com o selo Vertigo e o selo MAD. É a DC Entertainment Inc. a principal responsável por trabalhar em conjunto com várias divisões do grupo Warner para levar nossos personagens favoritos desde o cinema e a televisão até a extensa gama de produtos licenciados.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Universo da Marvel Comics.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Universo da Marvel Comics.

A Marvel Comics nasceu anos depois, em 1939, hoje com pouco mais de 75 anos. Em todos esses anos a Marvel sempre viveu entre altos e baixos, até que em beira da falência, nos anos 90, Isaac PerlmutterAvi Arad adquiriram a empresa, reerguendo-a das cinzas. O licenciamentos dos personagens para os filmes no início dos anos 2000, conseguiu levar a editora de volta a popularidade – principalmente com as obras dos X-Men e do Homem-Aranha. Por fim, em 2009 a Walt Disney Company comprou o conglomerado da Marvel Entertainment, e formalizou a Marvel Studios.

A concorrência de mercado

Você já pode compreender – quando expus sobre as ideias de cada editora – que há diferenças muito claras de conceito e história entre elas, sobrando apenas algumas poucas exceções a regra. Indiretamente o conceito reflete no mercado, fazendo com que o público Marvel seja bem diferente do público DC – embora há quem possa reconhecer o valor de saborear ambas editoras. Como já é de se esperar no mundo empresarial, existe uma extensa concorrência na luta pelo mercado. E de fato, na briga entre os grandes, a Marvel continua dominando.

No último ano, a Marvel Comics garantiu para si uma parcela de 36% das unidades vendidas, contra os 32% que representam a DC no mercado americano. Não que seja uma grande diferença, assim como também não soa alarmante… A não ser quando os olhos se voltam para o faturamento! Do total recolhido em vendas de quadrinhos, a Marvel ficou com 34% do montante, enquanto a DC garantiu apenas 28%. O que basicamente indica que a Marvel conseguiu vender, com sucesso, obras mais caras do que as fornecidas ao público pela DC. (Fonte)

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Colocando os dados em números mais compreensíveis, é de se perceber que ambas garantem um equilibro na conquista do público.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Colocando os dados em números mais compreensíveis, é de se perceber que ambas garantem um equilibro na conquista do público.

Mesmo com o domínio da Marvel no mercado dos quadrinhos, o público das editoras é equilibrado. Eu, por exemplo, estou entre os 8 que compram DC e os 9 que compram Marvel. Ainda sim, obviamente, existe aquela intensa rivalidade, não apenas entre as editoras… Mas, principalmente entre os fãs, mais especificamente os fanboys. Cada editora é responsável pelo perfil do seu público. Algumas ações da Marvel, por exemplo, justificam o surgimento de vários fanboys extremista da editora, enquanto a DC acaba promovendo fanboys impondo uma imagem “perfeição” em alguns personagens – como, por exemplo, Batman e Superman.

Ao colocar os olhos no histórico de rivalidade… É a Marvel que geralmente, em suas campanhas, atua de forma mais agressiva satirizando as grandes ações da DC. O caso que mais chamou atenção no nível de agressividade – e maturidade – foi quando a editora solicitou aos fãs que destruíssem uma revista da DC para ganhar uma capa variante de uma edição Marvel – por essas e outras acredito que esse seja o público que a Marvel cultiva e sempre cultivou. Por outro lado quanto o assunto é cinema, os representantes da DC tentem a ser mais agressivos com as propostas da Marvel Studios.

Mas a grande questão é: Por que ser um fanboy e continuar promovendo a guerra?

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Aqui está o estudo que aponta a anatomia de um fanboy, se identificou?

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Aqui está o estudo que aponta a anatomia de um fanboy, se identificou?

Enquanto as empresas se alfinetam, assim como todas as concorrentes, há mesmo a necessidade dos fãs alimentarem esse processo? Por que afinal os fanboys precisam realizar comparações extremistas? Por que afinal os fanboys precisam menosprezar, e atacar, as críticas? Ao longo desses anos a DC errou muito, errou feio, assim como o grupo Warner também, e por outro lado teve vários outros acertos. Assim como a Marvel errou muito, tal forma como a Marvel Studios errou feio em vários momentos, e aqui da mesma forma houve vários e vários acertos.

É preciso reconhecer o momento para deixar de ser aquele chato que ninguém suporta – “Marvel >>>>>>> DC” ou “DC >>>>>>> Marvel” – e saber construir as defesas de maneira inteligente. É o que um verdadeiro nerd faz, ele ouve e então vai atrás de argumentos, refutando e criando uma discussão legal de participar – o Homem de Ferro é [email protected]$! e o Batman tem preparo não são bons argumentos e nem geram discussões interessantes, por exemplo. É preciso saber reconhecer as críticas feitas a determinadas editoras, assim como os elogios que são exaltados com razão. Mas, tudo indica que já não é mais possível exercer a opinião de forma saudável no mundo nerd

Aqueles mesmos que reclamam em disparadas das garotas, malucas por seu boysinger ou por sua boyband, fazem o mesmo papel com as editoras. No fundo esse é apenas um desconforto que soa desnecessário para os nerds que poderiam aproveitar o melhor dos dois mundos, que deveriam criticar as ações X de uma ou admirar as ações Y de outra, sempre utilizando argumentos para uma discussão saudável. São as discussões e as opiniões opostas que moldam esse mundo, mas um fanboy que espalha m&#@! para todo lado… Esse… Ninguém merece!

Proponho a partir de já uma mudança! Por um mundo melhor para os nossos futuros filhos. Por um movimento nas redes sociais onde adotar a posição de saber criticar – como você aprende em aulas de redação – e construir argumentos para boas discussões, entre os fãs das editoras, se torne uma uma modinha – desta vez saudável.

É tempo para refletir e se perguntar “agir como um chato fanboy que não acrescenta nada na vida de ninguém, faz a diferença na minha vida?” Se a resposta for não, caminhe para o lado belo da força; Se a resposta for sim… Bem todos somos livres, vida longa e própospera!

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

artigos relacionados

Send this to a friend