PUBLICIDADE
Cinema

A nova Marvel Studios: rola ou enrola?

8 de setembro de 2015, POR

O Super Nerd » Cinema » A nova Marvel Studios: rola ou enrola?

PUBLICIDADE

A Marvel Studios mudou de controle, agora quem manda é o Mickey Mouse! Entenda o que aconteceu para a mudança, e o que isso influenciará nos próximos filmes do estúdio. Não deixe de deixar seus comentários sobre o tema.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Marvel Studios, um estúdio de sucesso e repleto de problemas internos.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Marvel Studios, um estúdio de sucesso e repleto de problemas internos.

Uêpa, o Mickey Mouse revoltou! Todos sabemos que o HYPE tem os seus limites, e assim aconteceu. Quando a Marvel Studios anunciou a sequência de Vingadores o público foi a loucura, mas após a estréia os resultados não chegaram nem perto do esperado. Analistas, por exemplo, previam que o filme alcançaria incríveis 2 bilhões de dólares até sair de cartaz. O filme começou bem, teve boas críticas e agradou o público, entretanto o tempo provou que não basta ser a mesma Marvel de sempre, é preciso algo mais.

A grande competição estava bem ali: Velozes e Furiosos 7 vs. Vingadores: A Era de Ultron vs. Jurassic World. Velozes e Furiosos apresentou o adeus e a homenagem a Paul Walker, Jurassic World apresentou a volta dos dinossauros aos cinemas e Vingadores: A Era de Ultron?! Bem, restou apenas um pouco mais do mesmo misturado a mesma fórmula Marvel de sempre nas telas dos cinemas. Isso foi suficiente para que, com o passar das semanas, o longa fosse perdendo seu potencial, sua visibilidade e seu valor.

Inclusive, em abril deste ano, cheguei a comentar com todos no Twitter sobre o baixo HYPE ao redor do filme, que não entregou nada realmente valioso. Parece que a Walt Disney Company teve a mesma sensação. Na última semana, dia 3 de setembro, foi dito que o estúdio considerou Vingadores: A Era de Ultron um fracasso, arrecadando menos que o primeiro filme. Descontente com a perda de posição para Jurassic World, a Disney decidiu sacudir o pano e mudar a estratégia dentro da Marvel Studios.

A Marvel Studios de antes…

Todos já estão cansados de saber que, durante os anos 90, a Casa das Ideias passou por grandes apertos financeiros. Nessa mesma época, os grandes nomes responsáveis por livrar a Marvel Enterprises da falência foram: Isaac Perlmutter – conhecido como Ike – e Avi Arad. Ambos, grandes empresários que conquistaram tudo na vida por ponta própria, e através de suas longas experiências do mercado priorizam passar longe de qualquer risco buscando identificar investimento que justifiquem os gastos.

Como resultado Ike tornou-se membro do conselho de diretores da Marvel, e em 2005 passou a ser o CEO da empresa. Após a fase de transição de poder de Ike, em determinado momento e com a ideia de reestruturar a Marvel nos cinemas, a Marvel Studios tomou posição e, sob o comando de Kevin Feige, lançou o primeiro Homem de Ferro em 2008. Desde aquela época, a equipe já vislumbrava além do horizonte a construção de um possível universo cinematográfico que conectaria todos os filmes lançados. Foi então que surgiu a iniciativa do Comitê Criativo.

Quando se fala sobre um universo cinematográfico é preciso ter um bom planejamento, não basta incorporar as histórias sem um porquê. Somente dessa forma é possível ter um universo interessante, estável e que permita que um filme converse com outro. Não é um processo fácil, tornando necessário que exista “um cabeça” por trás de todo esse planejamento, montando e direcionando os filmes para extrair o melhor do mundo Marvel.

O tal “cabeça” é o Comitê Criativo, e funciona como uma espécie de consultoria aos diretores e roteiristas. É um time de grandes nomes incluindo Feige, Louis D’Eposito – co-presidente da Marvel Studios, Dan Buckley – publisher da Marvel Comics, Joe Quesada – CCO da Marvel, Brian M. Bendis – roteirista –Alan Fine – presidente da Marvel Entertainment. Juntos, eles foram responsáveis por tecer as conexões entre os filmes, contribuir com a trama, apresentar elementos de referência, além de planejar toda a linha temporal dos filmes Marvel e executar as cenas pós-créditos. Vale ressaltar que, embora o Comitê Criativo tivesse uma voz ativa e muita participação, Feige é quem dita a última palavra.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Kevin Feige e sua soberania dominam a Marvel Studios.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Kevin Feige e sua soberania dominam a Marvel Studios.

Até aqui tudo bem, mas um dos grandes problemas que muitos acusam o Comitê Criativo é a “limitação” da criatividade imposta – mesmo que não assumida e por vezes necessária – aos diretores e roteiristas, que se veem presos as ideias do Comitê e muitas das vezes isso não acaba bem. Como aconteceu, por exemplo, com Edgar Wright, que desejava afastar o filme do Homem-Formiga de todo o universo Marvel e acabou sendo “reprimido” pelo Comitê, gerando diversas divergências criativas resultando em sua saída do projeto.

O que poucos sabem é que, nesse período de tantos filmes, nem todos os longas da Marvel Studios sofreram influência direta do Comitê. Quem afirma esse fato é o Blending Cool, segundo eles Homem de Ferro, Vingadores, Guardiões da Galáxia e a trilogia do Capitão América tiveram uma grande participação do Comitê. Já os filmes Homem de Ferro 2, Homem de Ferro 3 e Vingadores: A Era de Ulton não tiveram influências, seguindo portanto as ideias de Feige. Por outro lado, Hulk, Homem-Formiga e os filmes do Thor estiveram no meio das decisões de Feige e do Comitê.

É notável a presença de algum ar estranho na Marvel Studios. Sempre acontece algo por lá. E é um tanto curioso que os “piores” filmes Marvel coincidentemente não tiveram o “toque de Midas” do Comitê Criativo, apenas as “garras” de Feige. Ao longo de todos esses anos, vários fatos apontaram que Kevin Feige não é uma pessoa fácil de lidar, assim como também não é uma pessoa que aceita um não como resposta. Ele pode ser o “gênio” do universo cinematográfico da Marvel, mas será que se ele estivesse sozinho desde o começo a Marvel estaria onde está? De qualquer forma, os ares sempre apontaram que Feige não é o problema, mas a solução.

E a Disney se “cansou” dos problemas – supostamente: Ike e sua relação com a Marvel Studios, e a influência do Comitê Criativo. Há vários boatos que especulam sobre os problemas desses elementos-chave na construção dos filmes da Marvel e você já deve ter lido sobre eles. Por exemplo, Ike já foi apontado como um possível responsável por “operar uma guerra contra a FOX” e também estaria limitando os recursos desejados por Kevin Feige nas produções dos filmes como o novo Capitão América: Guerra Civil. Na visão da Disney, esses detalhes são os responsáveis por atrapalhar o rendimento do filmes e Feige é o anjo da história que apenas obedece seu superior.

A nova Marvel Studios…

Como reação, a Disney mudou o comando: agora Kevin Feige precisará responder direto ao Mickey Mouse através de Alan Horn, o presidente da Walt Disney Studios. Ao menos para eles isso garantirá que a Disney fique de olhos aberto nas novas produções, separando a Marvel Entertainment da Marvel Studios e também eliminará os problemas com o Ike. Dessa forma a nova Marvel Studios apresenta um Kevin Feige mais poderoso, com as asas soltas pela Disney e sem as divergências com Ike, pelo menos por enquanto, afinal Ike ainda tem o controle das séries, as quais Feige tanto “odeia”.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Alan Horn é o novo "chefe" de Kevin Feige, prometendo garantir um pouco mais de liberdade.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Alan Horn é o novo “chefe” de Kevin Feige, prometendo garantir um pouco mais de liberdade.

Evidente que “asas soltas” pareça ser o grande sonho de Kevin Feige, que logo após a mudança de direção diminuiu a dependência do Comitê Criativo para os próximos filmes que ainda não entraram em produção. É o momento de Feige ser o verdadeiro presidente por si só e tomar as decisões de riscos. O fato é que as coisas vão mudar, não ainda nas produções de 2016 e 2017, mas mais adiante. A Marvel Studios entrará no meio da Fase 3 com menos controle Marvel e mais controle Disney, além de provavelmente apresentar uma Fase 4 que chega a ser inimaginável. Os resultados dessa mudança só virão com o tempo.

Agora é preciso tomar muito cuidado com as ideias a serem trabalhadas, sem um alinhamento do Comitê Criativo podemos esperar grandes coisas, mas também grandes problemas. Com a Warner e a FOX também ansiando por dominar o mercado dos super-heróis nos cinemas, não é o momento para cometer erros. Kevin Feige pode não ser santo, assim como Ike também não, mas a verdade é que a separação é arriscada para decidir o novo futuro da “nova” Marvel Studios apostando em uma liberdade criativa.

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

artigos relacionados

Send this to a friend