PUBLICIDADE
Séries e TV

Globo Play e a transformação da TV Brasileira

2 de novembro de 2015, POR

O Super Nerd » Séries e TV » Globo Play e a transformação da TV Brasileira

PUBLICIDADE

Muitas pessoas, mas muitas mesmo, assistem vídeos pela internet. De uns tempos para cá, com o crescimento do Youtube e a difusão da Netflix, o comportamento do público está sendo completamente alinhado a uma nova forma de assistir: aquela em que você escolhe o que você assiste. Há um tempo atrás produzi um artigo que abordava a relação entre a TV Online e a TV Convencional, e agora a Globo anuncia um serviço que pode mudar o quadro televisivo no Brasil!

Utilizando dos dados do próprio diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder“99,6% dos domicílios brasileiros (ainda) são atingidos pela TV”. Isso significa que por aqui, no Brasil, a TV ainda é uma forma de consumo completamente “linkada” a nossa cultura e nossos hábitos. Para nossa geração talvez a TV já não esteja mais no topo, mas para seus pais, tios e avós, a TV ainda é o point máximo do momento e é bem capaz que continue sendo por um bom tempo.

Porém… há uma transformação lenta acontecendo dentro da sociedade. Com a entrada cada vez mais intensa e o “costume” sobre o convívio com a internet atingindo as gerações passadas, o Youtube, a Netflix, e qualquer outro serviço de streaming online está se tornando mais digerível ao “antigo” público. Embora, a esse público, na internet ainda falte o essencial, de forma mais acessível: os programas dona-de-casa, que incluem as novelas, programas de auditório, realities e afins.

De acordo com o IBGE, existem 205 milhões de brasileiros. Destes, 56% já possuem acesso à internet, no trabalho ou em casa. Destes, 38% apresentam acesso à banda larga, e 80 milhões já possuem smartphones. Ainda segundo Carlos Henrique Schroder, a novela Verdades Secretas foi um dos maiores exemplos para a Globo do potencial da internet. A novela alcançou 145 milhões de pessoas na TV, na internet conseguiu atingir 190 milhões em audiência distribuídos em trechos dos episódios ou capítulos completos.

Eis que surge o Globo Play

Diante essa realidade e o potencial de mercado, a Globo decidiu se “formalizar” no mercado digital, através da nova plataforma digital de vídeos: Globo Play. E amanhã, dia 3 de novembro, a plataforma irá ao ar com seu site e aplicativos para Android e iOS. O objetivo é levar toda a grade de programação da emissora para o meio online, oferecendo a possibilidade aos assinantes de assistirem o conteúdo que desejarem quando desejarem – o princípio básico do entretenimento na internet.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

O Globo Play será o Netflix exclusivo da Globo. A proposta poderá ser capaz de atingir ainda mais pessoas e fidelizar o público.

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

O Globo Play será o Netflix exclusivo da Globo. A proposta poderá ser capaz de atingir ainda mais pessoas e fidelizar o público.

Uma novidade em relação ao serviço é que ele irá operar em modo freemium, ou seja, oferecendo acesso gratuito a determinados conteúdo dentro da plataforma. Para ter acesso completo a todos os grandes programas da emissora, bastará assinar o serviço ao custo de R$ 12,90. Ainda foi informado que o Globo Play irá começar a distribuir conteúdo em 4K conforme a disponibilidade de gravação dos programas.

A transformação da TV brasileira

Para nós ávidos navegantes de internet, o Globo Play passa longe de ser uma novidade. Mas, o serviço pode ter um impacto significativo dentro da transformação da TV brasileira a longo prazo. Os canais de televisão, tanto os abertos quanto os fechados, estão cada vez mais representando um modelo arcaico diante a evolução da sociedade. As janelas entre os principais telejornais não conseguem acompanhar a velocidade das notícias; os programas que ainda utilizam da tática televisiva “enrolar para prender” perdem espectadores; e os programas que se desconectam do público perdem espaço e visibilidade.

Ainda é arriscado dizer que os canais de TV irão deixar de existir ou que a TV irá morrer em breve. Programas como Master Chef e a Batalha dos Confeiteiros ainda são a prova do poder da TV sob a internet, ambos são capazes de atrair uma enorme quantidade de audiência e acabam levando esse BOOM para as redes sociais, principalmente no Twitter. Aliás, o Twitter hoje atua como um grande termômetro de audiência e também prova a quantidade massiva de pessoas que assistem TV todos os dias.

É mais fácil imaginar um mundo onde o conteúdo dentro da TV se transforme, e junto a ela irá operar uma TV 2.0 que a complementa, mas não a substitui. E é sobre essa mudança que o Globo Play atua. A cooperação entre o mundo offline e online começa a acontecer dentro de uma das maiores emissoras deste país, e em pouco tempo será uma prática que atingirá todas as outras. Enquanto as demais, já conseguem trabalhar bem via interação dentro das redes sociais, o Globo Play abre espaço para o movimento de levar o conteúdo até a internet respeitando a livre escolha do consumidor.

Isso obviamente refletirá na forma como a TV começará a lidar com o seu conteúdo. Uma vez que o conteúdo digital começa a ganhar espaço, a TV precisa apenas se alinhar dentro deste movimento. Os telejornais caminharão rumo ao comportamento das revistas, com matérias mais elaboradas e densas; os programas de auditório ficarão cada vez mais transparentes e interativos com o público que está em casa – a Globo ainda tem dificuldades de lidar com as redes sociais, por exemplo; existirão mais e mais “realities” que envolvam competições; e materiais exclusivos como programas temáticos, novelas, minisséries e séries, dominarão os canais e sua programação.

Enquanto tudo isso acontece, a internet atuará como um suporte para aqueles que não conseguiram acompanhar os programas em determinados horários na programação. Existe um enorme potencial para criação de novos tipos de conteúdo dentro da internet, conteúdos mais livres de uma pauta estrangulada pelo formato televisivo, mas ainda é distante a realidade de que a televisão seja completamente extinta, pelo menos aqui no Brasil. Afinal, está na essencial humana se reunir com o mesmo propósito e ao mesmo tempo, e até o presente momento só a TV com “programação ao vivo” consegue possibilitar esse “encontro” de forma rápida, segura e gratuita – quando me refiro a programação ao vivo não abordo sobre aquela programação que está sendo filmada ao mesmo instante que está sendo exibida, mas aquela que passa naquele horário e não mais.

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

TAGS
globo
O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

  • Gabriela Vidal

    Poxa achei muito bom essa iniciativa da Globo. Eu por exemplo a única novela que estou acompanhando no momento é Além do Tempo que está fazendo muito sucesso, mas as vezes eu não consigo assistir, mas como eles não colocam na Internet fico sem ver aquele capítulo que perdi.
    E o MasterChef eu assisto também, quando não consigo assistir no dia que é exibido na tv, ai eu consigo achar no YouTube. Enfim acho que só vem a somar essse Globoplay. Vai dar muito certo e tomara que as outras emissoras façam o mesmo.

  • Sim, concordo contigo, também acompanho Além do Tempo e é complicado ter tempo para ver todos os dias hahaha acredito que a iniciativa do serviço trará mudanças muito positivas na relação TV e internet!

artigos relacionados

Send this to a friend