PUBLICIDADE
Opiniões

O realismo em filmes de super-heróis

26 de outubro de 2015, POR

O Super Nerd » Opiniões » O realismo em filmes de super-heróis

PUBLICIDADE

Me deparo constantemente com a afirmação “como a DC pode fazer filmes realistas?”. Acerca desse tema uma série de enxurrada de comentários visam expor a mensagem que de é impossível existir realismo quando se trata de super-heróis ou adaptações de quadrinhos, e visam principalmente atacar a DC por tentar adotar algo que, a eles, é impossível. Mas… as coisas não são bem assim!

A partir de uma sugestão de uma seguidora no Twitter, decidi expor agora a todos vocês sobre o que de fato é o tal realismo que vem sendo, constantemente, deturpado pelos fãs nas redes sociais como forma de defender a visão que a Marvel Studios tem sobre os seus filmes.

© Material de divulgação passível de direitos autorais.

Você realmente sabe como o realismo atua na ficção?

® Relate qualquer abuso de Uso Indevido de Imagem clicando aqui.

Você realmente sabe como o realismo atua na ficção?

Você sabe o que é realismo?

Não vou ser um chato historiador, muito menos um especialista da origem das palavras. Vou apresentar a você o prático sobre o realismo. No dicionário realismo remete ao sentido do real, uma adoção de atitudes de frente a realidade que evitem abstrações ou fantasias. Mas fora ao conceito, o realismo já foi algo muito mais palpável através de um movimento artístico e literário com sua origem nas últimas décadas do Século XIX na Europa – você já deve ter estudado sobre o tema na escola, e mais ainda se é de fato nerd.

A existência do movimento era sustentada pela necessidade de retratar a vida, os problemas e os costumes que iam da classe média a classe baixa. Para simplificar ainda mais, deixo um resumo bem “supimpa” que eu costumo apontar sobre o tema:

Em suma, o realismo tenta apresentar uma realidade objetiva dentro de um contexto existente, buscando retratar fielmente personagens a partir de uma narrativa lenta e repleta de detalhes que a sustente como única. Basicamente atua como um retrato da vida em sociedade, levantando portanto problemas e situações que a afeta.

O realismo funciona na ficção?

Mais do que muita gente imagina, esse tal realismo, quando atuante nas obras ficcionais, deixa os acontecimentos ainda mais envolventes, emocionantes e empolgantes. Como já está mais que esclarecido, se a ideia é “apresentar uma realidade objetiva dentro de um contexto existente” podemos dizer que dentro do contexto ficcional trabalhar com temas de valor realistas, fazem da obra realista dentro do universo fictício em que ela se situa, para tanto é primordial o elemento “sociedade”. Indo além, o realismo na ficção está associado a como os temas são abordados e não se existe ou não outros seres especiais de qualquer tipo.

O realismo em filmes de Super-Heróis

Nos quadrinhos, em vários momentos da história, os Super-Heróis sempre foram mais do que representantes de revistinhas repletas de ação. Vários roteiristas utilizavam dos quadrinhos para apresentar temas que assolavam a sociedade e como os tais heróis se comportariam diante desses temas. Para ficar mais fácil de entender, o Capitão América é um ótimo exemplo de como o Nazismo foi incorporado dentro das HQs, trazendo questões reflexivas dos problemas que a sociedade enfrentava em tempos de guerra – muitos outros heróis utilizaram a mesma abordagem, aliás. O mesmo deve acontecer em filmes.

A DC e seu ponto de vista realista

Nesse ponto, quando a Warner/DC apresenta uma ideia de adotar uma visão mais realista, ela quer dizer que o objetivo será trazer os elementos ficcionais como se estes existissem no mundo real. Um alienígena super-poderoso – tal como Superman – pode não existir em nosso mundo, mas dentro do contexto da ficção a pergunta “o que aconteceria se um alienígena super-poderoso de fato existisse em nosso mundo?” faz com que seja criado um ambiente realista.

Com a pegada realista é vital que exista um contexto social dentro dos filmes, a sociedade e como ela é afetada pelas ações dos heróis e vilões precisa ser demonstrada. Essa é uma das propostas a serem utilizadas no filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que irá construir as consequências do ataque a Metrópolis, mostrando como a população reagiu aos ataques e como o governo está disposto a lidar com essa situação. É como se o filme imaginasse “como o mundo em que vivemos, com todos nossos problemas, reagiria a um Superman?”.

A Marvel e a fantasia ficcional

Por outro lado, a Marvel Studios não tem apresentado a mesma postura – uma pena, alias. Durante os 12 filmes já lançados, muito pouco se falou sobre a reação da sociedade e se quer chegou a existir nos filmes algum personagem membro dessa sociedade capaz de gerar uma contradição entre as ações executadas pelos Vingadores. O Universo Cinematográfico da Marvel é bem construído e atua sobre a nossa sociedade, mas visa mais a fantasia por não criar de fato contextos sociais para cada um de seus filmes. Algo que tenderá a mudar a partir de Capitão América: Guerra Civil – assim esperamos.

Porém, a Marvel acertou, por exemplo, na construção da série do Demolidor e nas futuras séries produzidas pela Netflix. Em tais séries é evidente como os roteiristas tentam ao máximo trazer os personagens ao nosso mundo, e colocam eles em um ambiente social muito mais parecido com a realidade do que nos filmes. Talvez esse seja um dos motivos pelos quais o encaixe entre as séries da Netflix e os filmes da Marvel possa ser complicado se não for bem executado.

O realismo torna um filme menos “ficção” ou menos “quadrinho”?

Se você está acompanhando o mesmo raciocínio que estou desenvolvendo por aqui, já sabe que a resposta é: NÃO! O realismo contribui para levantar questões muito mais profundas e tratá-las com o tom necessário. No fim, a história acaba ficando mais rica do que sem a sua presença – lembra do objetivo do movimento realista? O fato é compreender que o realismo é um ótimo caminho e não remete aos personagens ou aos seus poderes e habilidades. Essa foi a opção escolhida pela DC, o que também não significa que a fantasia não seja uma boa opção, mas uma hora ela se torna superficial demais para ser digerida. É bom sempre haver um equilíbrio!

Então, prontos para respeitar o realismo dentro da ficção de super-heróis?!

A estrutura do site, bem como os textos, os gráficos, as imagens, as fotografias, os sons, os vídeos e as demais aplicações informáticas que os compõem são de propriedade do "O Super Nerd" e são protegidas pela legislação brasileira e internacional referente à propriedade intelectual. Qualquer representação, reprodução, adaptação ou exploração parcial ou total dos conteúdos, marcas e serviços propostos pelo site, por qualquer meio que seja, sem autorização prévia, expressa, disponibilizada e escrita do site, é vedada, podendo-se recorrer às medidas cíveis e penais cabíveis. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

O Super Nerd

O Super Nerd

Completamente apaixonado e envolvido pelo mundo do entretenimento, da tecnologia e do conhecimento. This is a job for... Super Nerd!

PUBLICIDADE

comentários mais nerds do planeta

O Super Nerd disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site, não se responsabilizando por opiniões, comentários e mensagens dos usuários sejam elas de qualquer natureza. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Compartilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas. Leia aqui os Termos de Uso e Responsabilidade.

  • Leonardo

    Interessante seu texto mas eu prefiro a falta de realismo da Marvel pois me sinto mais próximo das HQs acho que é isso que eu prezo num filme de super herói a fantasia.

  • Gabriel

    Acho importante trazer esse realismo para dentro dos filmes de super herói o que me incomoda na DC é o fato deles prezarem por realismo a todo momento se esquecendo que estão lidando com fantasia.

  • É engraçado pois mesmo nas HQs da Marvel a posição deles é mais realista do que nos filmes

  • Fato, mas como expus no texto o realismo não exclui a fantasia, ele acrescenta. A DC prezar por realismo a todo momento não afeta seus personagens, apenas as temáticas do filme e também como esses personagens se encaixam dentro do contexto social. Acaba que não vejo tantas desvantagens nesse processo, hahaha

  • Gabriel

    Sim o realismo da DC abre espaço para a fantasia ela é encaixada dentro desse realismo o que também não vejo nada de errado o que eu não gosto é a falta de realismo que eles não tem e que a Marvel tem não sei explicar direito mas é uma questão de gosto mesmo.

  • Ahhh sim, agora eu te entendo, hahahaha

  • Clézio Júnior

    Concordo, problemas/temas atuais levantam discussões, deixam o filme mais interessante por abordar um tema atual. Além disso, há diversas formas de abordar o realismo em um filme de ficção científica, como aproveitando o caos, ou até mesmo elaborando uma história baseada em outra. Ótimo artigo!Certos fatos que acontecem em ficções são tipo WTF???

  • Exato! hahahaha e obrigado :B

  • valdemir

    Supernerd vc acha que a possível introdução dos deuses gregos(explicando a origem da mulher Maravilha,Shazam, Aquaman)pode atrapalhar o realismo que a DC,tanto busca,para esse universo e como os roteiristas conseguiram encaixar o Batman nas grandes batalhas dos filmes da liga( sera que o mesmo vai usar uma armadura,nessas ocasiões),pois lutar contra o Superman é uma coisa,já lutar contra um exercito de parademonios por exemplo é algo totalmente diferente e por ultimo sera que o Zack Snyder mudou seu estilo de dirigir(sou muito fã dele,mas infelizmente em seus filmes a historia demora muito a desenrolar e a ação de verdade só aparece no final dos seus longas),pois sabemos que MOS,foi massacrado pelos críticos e pelos DCnautas mais velhos e rigorosos.Obrigado e um abraço.

ARTIGO ANTERIOR

PRÓXIMO ARTIGO

artigos relacionados

Send this to a friend